Caçador do Vazio - Capítulo - 3 - Venha o que vier...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Caçador do Vazio - Capítulo - 3 - Venha o que vier...

Mensagem por Atryan Avsyuk em Sab Jul 12 2014, 20:51

Estava correndo de alguns templários por várias horas, flechas passavam zunindo por mim, eu não ficava cansado de forma alguma, sentia minha túnica me chamando como uma vela na escuridão, havia várias pessoas andando entre os mercados confusas com minha agitação, entrei numa casa de andares simples de madeira escura, e da janela vi o forte, a casa estava abandonada e semi destruída, escutei os soldados entrando subi as escadas até o térreo bem depressa, mas eles me acharam, e Rubens emergiu em meio as armaduras e espadas dos homens e mulheres bem treinados.


- Parado ai Wallas, renda-se, eu não quero te matar. - ele jogou uma algema no chão e a escorregou até mim. - Vamos embora logo, sem mais problemas. - eu me agachei e peguei-a olhei para Rubens.


    Eu a joguei no rumo deles  e enquanto eles se distrataram eu lancei magia no chão, e saltei o mais alto que podia e lá de cima fiz a magia aos seus pés formando uma runa eu lancei uma esfera de energia não muito maior que uma maça, mas foi o suficiente para causar uma explosão de chamas brancas nas pontas e negras na base, então cai com todo o impacto nela fazendo com que os dois andares viessem a ruir e levantar uma poeira suficiente para me encobrir, tudo era consumido pela fumaça mas quando eu ia saindo pisei firme e forte no chão fazendo as labaredas sumirem sem deixar rastro.


     Invoquei as adagas para escalar os muros altos, e lá de cima vi que muitos soldados haviam saído pra me procurar e essa era minha chance perfeita, era quase estranho, dentro de algumas horas tinha nocauteado vários soldados da fortaleza, e enquanto eu espancava um deles e vi a prisão de lá, dentro dela haviam somente alguns keidrans escravos distribuídos em duas celas, dois lobos e raposas, cada casal em um espaço relativamente pequeno, eles vestiam roupas simples e coleiras metálicas características, quando parei em frente as barras eles me olharam nervosos.


- Se afastem das grades. - eu parei entre elas e invoquei as adagas que retalharam as barras de ferro. - Vão embora, não tenham medo de mim, podem ir.


- Por que devemos confiar em você, um humano, foi vocês que nos colocaram aqui. - eu ri.


- Eu não sou humano. - eu tirei o capuz e eles se assustaram ainda mais. - Se quiserem podem ficar ai. - eu subi as escadas de pedra até encontrar a sala da túnica.


     Notei que os escravos me seguiam de longe enquanto acabava com todos os soldados que via, no segundo ou terceiro andar eu pedi para que se escondessem enquanto eu subia uma escada giratória, ao seu final havia uma pequena porta fortificada.


- Ummh, vamos destrancá-la. - chutei a porta o mais forte que podia e ela abriu e bateu, no meio.


     Abri o baú e fechei a porta pra me vestir, mas a túnica dobrada saltou em mim e como massa de modelar ela se auto-vestiu, foi incrível, quando vi usava botas de um minério claro meio azulado, calças de tecido branco com desenhos dourados e por cima uma malha do metal estranho, tinha um colete que dava suporte para umas vinte adagas, mas o que mais gostei foi o capuz, ele tinha bordas de ouro e os desenhos de runa semelhante as de minha pele, falando nisso as tatuagens praticamente se mesclaram a roupa e de minhas costas uma capa branca com um grande símbolo de fenda se dividia em duas as quais se afinavam até quase tocarem o chão e as pontas eram afiadas como navalhas, ao manoplas se compunham do mesmo metal da bota e de meu cotovelo uma lâmina se projetava afiada, olhei de uma das janelas e notei os soldados voltando pro forte as pressas, eu abri a porta e saltei pelo vão circular das escadas, cai causando um nenhum impacto.


- Senhor capturamos esses escravos tentando fugir. - vi os keidrans ajoelhados com as mãos amarradas nas costas e com templários à mercê. - Esqueça eles, Wallas é nosso alvo. - Rubens estava bem apesar de tudo e usava uma armadura de aço, e como eles não me viram ? olhei para mim e estava etéreo a luz da janela a minha esquerda passava por mim.


     Alguns templários passaram por dentro de mim e subiram as escadas, eu invoquei as adagas mas o traje deixava qualquer magia mais desgastante, eu voei até chegar bem perto dos keidrans e fiquei logo atras deles, quando voltei ao normal encravei as adagas na barriga dos dois da ponta e chutei o do meios com os dois pés e parei a frente deles.


- Se levantem, fiquem atrás de mim. - eu alertei os escravos, Rubens fez sinal e um grupo de dez arqueiros se posicionara a minha frente.


     FOGO ! ele gritou, eu carreguei muita magia e fiz um pulso muito forte que retardou as flechas e arremessou-os para longe, um deles quebrou uma janela a suas costas e caiu, pela minha contagem ele demorou uns quatro segundos então estávamos a uns vinte metros do chão, o velho se levantou sorrindo.


- Wallas Wallas, o quão forte você ficou não é, eu vou adorar te matar. - ele sacou uma espada estranha, sua lâmina era negra e com símbolos de magia. - Essa espada meu caro, devora magia, em outras palavras... você.


     Eu corri ao seu rumo e ele me atacou, mas eu ara muito mais ágil do que ele sonharia ser, mas foi necessário um golpe de raspão para que eu sentisse um fraqueza enorme, eu estava quase esgotado, eu tentei deixá-lo rumo a janela, e consegui, quando ele iria falar alguma coisa eu juntei magia em meu corpo e fiquei a poucos metros a sua frente.


- Assim não tem graça, vocês tirem as coleira de controle. - alguns soldados os reivindicaram e tiraram suas coleiras, suas expressões amenas foram tomadas por pavor e medo.


- Deixe-os fora disso Rubens, eu estou te avisando, esse poder deve permanecer intocado, você não sabe das consequências. - ele gargalhou e estalou os dedos, um dos guardas encravou uma espada no peito do keidram lobo.


     Eu senti uma ira subir por minha espinha e um poderes inigualáveis sendo abertos para mim, quando olhei para o velho ele se espantou, eu teleportei nas costas do templário agressor e cortei suas costas com as garras da manopla, os dos lados me atacaram junto com om guardas que desciam da torre, eu invoquei as adagas e carreguei muita energia, tanta que ao meu redou tudo começara a tremer e um vendo forte era emanado, as lâminas ficaram incandescentes e quando eu liberei tal poder eu fiquei tão rápido quando um raios, eu atravessava os homens deixando apenas um rastro de luz em milésimos de segundo eu havia neutralizado todos, o velho olhava espantado, eu juntei um pouco restante de energia para correr na direção dele e dar um chute circular rápido ele voou pela janela e eu teleportei acima dele carreguei uma esfera de mana e lancei em seu peito o fazendo cair e se chocar contra o chão dando origem a uma explosão que danificou os muros altos, antes que percebesse eu estava caindo, logo estava de volta graças ao teleporte.


- Vamos levá-lo até meu irmão Carther, ele sabe o que fazer,mas eu estou quase sem mana e a cidade é muito longe. - eu avisei os keidrans desesperados por socorro, corri até um templário e peguei uma pedra de magia de seu bolso e sem espera nos teleportei..


Última edição por Atryan Avsyuk em Sex Jul 25 2014, 11:36, editado 1 vez(es)
avatar
Atryan Avsyuk

Mensagens : 175
Data de inscrição : 25/06/2014
Idade : 19
Localização : Algarv

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caçador do Vazio - Capítulo - 3 - Venha o que vier...

Mensagem por Atryan Avsyuk em Sab Jul 12 2014, 20:52

Pipipitchu, espero que gostem e como disse logo a cima não tenham preguiça de ler n ok...

__________________________
Ouvi agora, filhos da neve, a uma lenda, há muito tempo,
E do conto, corajosamente, disse.


Quem é filho de tanto dragões e as raças dos homens,
Com um poder para rivalizar com o Sol,
E os Pergaminhos predisseram, de asas negras no frio,
Que quando os irmãos apostam guerra se desfralda,
Alduin, temor dos Reis, sombra anciã libertará,
Com fome para engolir o mundo.


Mas um dia irá surgir, quando as palavras do dragão negro,
Serão silenciadas para sempre e então,
Justa Skyrim, estará livre das vis presas de Alduin.
avatar
Atryan Avsyuk

Mensagens : 175
Data de inscrição : 25/06/2014
Idade : 19
Localização : Algarv

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caçador do Vazio - Capítulo - 3 - Venha o que vier...

Mensagem por OtakuCraft em Sab Jul 12 2014, 21:32

Nah, em ler não tenho preguiça. (Nun pode se!)
A ação do capítulo me deixou até emocionado(tradução, fazendo os mesmos movimentos enquanto lia), apesar de alguns erros nas palavras e concordâncias, gostei muito.
Ainda aguardo por mais.^^

__________________________






Meu DA... passa lá. ;-;
avatar
OtakuCraft

Mensagens : 3459
Data de inscrição : 24/04/2014
Idade : 18
Localização : Tartarus

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caçador do Vazio - Capítulo - 3 - Venha o que vier...

Mensagem por Atryan Avsyuk em Sab Jul 12 2014, 22:56

Ummmmhhhnnn, eu queria ter visto vc '' atuando '', e pena q houve erros eu li várias vezes procurando-os mas sempre passa algum =T, mas pense uma fan fic com 400 ou 500 palavras é easy de ver problemas mas essa tem 1237 dai fica complicado kkkk, mas o bom é q faz parecer ter sido feito pelo personagem que esquece algo que fez, têm uma visão diferente da cena etc...

__________________________
Ouvi agora, filhos da neve, a uma lenda, há muito tempo,
E do conto, corajosamente, disse.


Quem é filho de tanto dragões e as raças dos homens,
Com um poder para rivalizar com o Sol,
E os Pergaminhos predisseram, de asas negras no frio,
Que quando os irmãos apostam guerra se desfralda,
Alduin, temor dos Reis, sombra anciã libertará,
Com fome para engolir o mundo.


Mas um dia irá surgir, quando as palavras do dragão negro,
Serão silenciadas para sempre e então,
Justa Skyrim, estará livre das vis presas de Alduin.
avatar
Atryan Avsyuk

Mensagens : 175
Data de inscrição : 25/06/2014
Idade : 19
Localização : Algarv

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caçador do Vazio - Capítulo - 3 - Venha o que vier...

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum