Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por Tulyan em Ter Dez 23 2014, 13:40

Afloresta novamente ganhou seu ar calmo e suave a medida que se afastavam das árvores carbonizadas, Reizer estava maravilhado com sua nova arma e a cada galho baixo que via ele insistia em cortá-lo, Etrius olhava a mata atento a qualquer perigo e a loba alfa ia a frente procurando casa rastro dos cascos daquele animal, as montanhas altas cortavam as nuvens como pedras num rio, urros altos vinham dela e sombras enormes frequentemente passavam a cima deles ocultos pelas copas das árvores densas, encontraram enfim uma pequena trilha de terra que preservou bem o rastro do cavaleiro.

- Eles vão para o Sul, rumo à praia... Espera, tem algo mais, são pegadas humanas e está só. – ela olhava o chão macio com cuidado.

- O que ele quer por aqui? – Ralph tentava se livrar de vinhas que se enroscaram nele. – Será que estamos caçando a mesma coisa?

- É provável, mas não to a fim de dividir mais o prêmio. Vocês estão? – Enaria voltou-se a trilha e começou uma longa e rápida caminhada rumo ao Sul.

     Suas patinhas já estavam cansadas depois de horas andando arduamente, mas uma figura encapuzada animou-os de certa forma, alguém andava pela estrada quase tão rápido quanto eles e em suas costas uma capa branca com capuz vermelho o ocultava.

- Ei! Parado aí! – ao vê-los o homem correu com tudo numa explosão de velocidade surpreendente, mas ainda permanecia na trilha que aos poucos se expandia e o som de água era mais forte.

     Uma grande cachoeira caia da montanha e a frente dela uma ponte de pedra estava a ligar suas margens turbulentas, Ralph, Fierce e Reizer usaram seis pedras de mana para se teleportarem a até a outra ponta e cerca-lo, eles empunharam sua armas e se aproximaram devagar.

- Ei! Está tudo bem, não vamos te machucar, só tira o capuz com muita calma. – ele olhou-os de canto, subiu no muro da ponte, e lá ficou com os braços erguidos em sinal de cruz e caiu de costas.

     Todos correram para lá a fim de vê-lo cair, mas antes que chegassem um enorme dragão azul-marinho surgiu voando alto e forte com suas asas mais claras, era um dragão comum exceto por duas manoplas douradas em seus braços e estas tinham uma luminosidade elétrica emanando dentro dela como o caos de uma tempestade. A fera caiu entre eles como um raio ao som trovejante dos relâmpagos que liberou, a eletricidade varreu tudo a sua volta causando convulsão em todos os keidrans, mas Ralph tinha maior resistência e assim ainda se mantiveram de pé, suas manoplas brancas encantaram-se com sua magia brutal ele pulou e caiu socando-o no peito, mas quando ia tocá-lo ele simplesmente desapareceu numa breve luminescência relampejante e reapareceu atrás dele pairando com uma das manoplas tocando suas costas, o trovão subsequente fez o Valoram cair e o tempo que ganhou para seus amigos foi o suficiente para que se levantassem, Etrius não perdeu tempo e aproveitando a distração correu arrastando sua espada no chão, na distância certa lançou uma lâmina vertical de fogo que o acertaria diretamente, com suas asas ele deu um mortal do ar passando muito perto das chamas, e no alto sua calda ganhou poder elétrico e ao completar o salto ele a bateu sobre o keidran, mas ele tinha o apoio de Reizer que o ajudou a desviar do golpe, o dragão ficou sobre as patas traseiras e abriu as asas que cobriam a ponte com sua sombra, ele carregou mais energia e socou a palma de uma das mãos, nisso ele desapareceu em meio a trovoada subsequente.

- Na próxima não haverá piedade, eu garanto. – eles o viram retomando seu caminho e algo zumbir no chão, seus movimentos  anteriores haviam criado uma grande runa azul.

     Que ao toque de uma simples folha seca explodiu lançando pedras e keidrans para todo canto, Enaria e Reizer estavam no caminho certo, a ponte estava destruída e seus amigos ainda teriam que passar pelo rio turbulento.

- Acho que subestimamos aquilo não é Hehe. E agora?! Como vamos passar? – Fierce gritou a alfa do outro lado.

     Ralph apareceu atrás dele segurando suas costas, ele o girou no ar e o arremessou do outro lado o fazendo cair de focinho, os outros começaram a correr dele, mas ele os alcançou e os tacou um á um. E quando era sua vez, ele subiu num dos pinheiros rapidamente, foi até sua ponta e suavemente usando a gravidade se levou ao outro lado com a curvatura do tronco.

- Simples, não foi? – eles novamente se puseram em marcha, mas dessa vez estava preparados, ou não...

     Eles viram um pouco antes da praia, numa colina grande o dragão de pé, paralisado ao ver algo, os keidrans se esconderam na mata em poucos segundos e de lá observaram o cavaleiro surgir em seu cavalo à frente dele.

     O dragão estava sobre as patas traseiras e parecia incapaz de se mover, num som cintilante ele voltou à forma humana e caiu de joelhos, o cavaleiro sacou uma pistola da cintura e girou o tambor dela, da cintura ele retirou uma bala branca de 14 centímetros de comprimento e a carregou, desceu do cavalo branco suavemente e ficou de frente a ele, falou algo baixo demais para que os keidrans ouvissem e com o Sol raiando em suas costas, ele mirou na cabeça do dragão e ameaçou puxar o gatilho, mas algo o fez parar e por causa de uma mulher ele se curvou, os dois se abraçaram como se fossem amigos de longa data.

     Uma humana ruiva, de olhos azuis usava um vestido um pouco longo todo vermelho e trazia uma espada negra grande e fina nas costas, esta tinha um brilho claro estranho como se uma magia sinistra a caracterizasse, ela falou um pouco com eles e levantou a voz.

- Espionar é feio! – ela apontou a mão para o rumo dos keidrans e uma energia branca surgiu, seus corpos começaram a levitar no ar e um á um ela os trouxe para perto, e os colocou do lado do dragão.

- Eu não havia avisado para irem embora? – o cavaleiro pegou a outra pistola. – Ah e pra sanar a dúvida do por que seus corpos não se mechem é por causa da minha Aura da Conquista, vocês são todos meus...

     Ele fez um sinal com a mão e todos caíram de joelhos, novamente ele abriu o tambor da pistola branca e colocou outras nove balas e o mesmo com a arma negra.

- Eu adoro uma execução de tarde, é mais... Revigorante. – ele foi à ponta da fila. – O que é isso? – ele pegou o arco de Enaria. – Uma arma ancestral? Onde conseguiu?

- Pera quase todos tem uma arma ancestral... Isso não seria? – a mulher passava a mão entre os cabelos pensativa. – O Guerra deve saber o que fazer.
     O cavaleiro olhava-os com um olhar estranho e começou a tomar suas armas e coloca-las separadas a frente deles, os keidrans nem mesmo conseguiam falar e ver seus pertences serem usurpados era uma cena horrível.

     O céu estrondou, as nuvens ficaram vermelhas e algo varria do céu numa bola de chamas enorme, ela riscava as nuvens á muito tempo e vinha em sua direção, o chão começou a tremer e uma vento forte soprava daquilo, e antes que caísse no mar, duas gigantescas asas vermelhas se abriram o fazendo cair de leve, mas ainda assim levantando toneladas de água, do oceano. Outro cavaleiro vinha e era um pouco maior do que o outro, tinha longos cabelos brancos, olhos opacos e uma armadura descomunal, sua manopla esquerda era muito maior que a direita e em suas costas uma espada colossal estava a descansar, ele se aproximava deles, os keidrans ganharam um frio na espinha que jamais sentiriam novamente.

- Guerra! Bom te ver. – a mulher o abraçou mesmo que alcançasse apenas seu ombro. – O Conquista achou essas armas com esses ai...

     O grande ser olhou-os sério enquanto via cada arma cuidadosamente.

- Bay naan fegyveres. – ele falou em sua língua estranha. – Gantour sviir vrutoh, maluhath ainilio.

- Eu sei, mas já é alguma coisa, e o que acha deles? – a mulher se aproximou de Ralph segurou sei queixo e sorriu. – Seriam eles os Guardiões?

- Talvez, acho que com essa língua eles estão entendendo-me certo? – o tal Guerra falou, ele se abaixou perante as armas. – Vocês não fazem ideia do que são essas armas, pobres tolos.

    Nada foi dito até que o outro cavaleiro se lembrasse de algo.

- Opa eu esqueci a mordaça. – ele fez um gesto que passava dois dedos sobre a boca. – Agora sim eles vão te responder. – ele puxou uma pedra e se sentou.

- Bem, deixe-me explicar a vocês o que está acontecendo, perante vocês estão três Cavaleiros do Apocalipse, eu Guerra, ela a Fúria, e meu irmão mais novo o Conquista, agora o porquê de vocês estarem aqui é simples, está destinado que nove guardiões das armas ancestrais viriam de todos os cantos do mundo, trazendo com sigo armas forjadas por anjos e demônios. – seu irmão o interrompeu.

- Elas foram feitas faz alguns bilhões de anos quando os anjos pela primeira vez batalharam junto á demônios para derrotar o Titã do Apocalipse, e fizeram nove armas capazes de feitos incríveis, mas vocês nem sequer alcançaram trinta por cento do poder delas, acho q é por não serem imortais, mas deixa pra lá. – ele começou a brincar com suas pistolas.

- Como eles disseram vocês são apenas os guardiões, receio que a parte de vocês por aqui acabou. – ela foi até o dragão. – Você Gaios, foi excelente para mim, por isso eu o pouparei de tudo, só te peço que vá embora.

- Como? Eu achei que fossemos amigos Lucy, eu confiei em você! – a mulher o abraçou. – Por que faz isso, eu posso te ajudar novamente.

- Não é tão simples, o poder das armas pode destruí-los, e nem mesmo você que tem as Garras do Trovão á quarenta anos não conseguiu nem a metade do poder, olha keidrans eu sei que estão furiosos, mas se continuarem a morte será a única coisa que encontrarão. – ela se levantou e pegou as manoplas do dragão. – Eu lhe darei outra chance Gaios, por ter sido um grande amigo por todos esse anos.

- E quanto a nós? Simplesmente devemos ir embora e fingir que nada aconteceu? – Enaria gritou.

     O Guerra se levantou com um olhar de ‘’tem razão’’, ele se virou a seu irmão e falou.

- Mate-os, pegue as armas e vamos embora, poupe o dragão, eu tenho pessoas em mente que conseguiram o poder total das armas facilmente. – ele passou por seu irmão e cruzou os braços.

- Espera! Eles podem nos ajudar! Eu sei que eles foram escolhidos para algo maior, seus corações não são corrompidos! Eu vejo que eles apenas querem uma vida melhor, livre disso tudo, mesmo que sejam movidos a ouro, eu gosto deles. – o Guerra voltou furioso.

- Você se encantou pelos bichinhos não é? Faça o que eu mandei! – ele empurrou o Conquista que o empurrou de volta.

     Quando uma briga era eminente e a mulher gritou separando-os.

- Chega! CHEGA! – sua voz era audível como quatro línguas diferentes, enquanto seu corpo se modificava numa explosão vermelha, ela ficou do mesmo tamanho de seus irmãos, seu cabelo ficou maior e mais avermelhado quase como sangue, sua roupa ganhou um negro profundo com vermelho incandescente que definia suas curvas naturais, uma bota e manoplas de titânio completavam sua figura sobrenatural.

- Primeiro, Guerra! Você não é o nosso líder pra mandar em nós, e segundo, Conquista! você deve obedecer a seu irmão, agora, os dois! – eles pararam de se empurrar. – Atryan! Pede desculpas ao seu irmão! – ele ficou de cabeça baixa como se ela mandasse nos dois com total autoridade e fez o que ela mandou. – Agora Karyan! Sua vez! Os dois se abraçaram em reconciliação.

- Desculpem pessoal, eles são... Explosivos às vezes, Kary tira a aura deles. – ele o fez estralando os dedos. – Estão livres para ir, mas faço-lhes uma proposta, se quiserem vir conosco, muito ouro os aguardará além de glória e honra, e ainda poderão ficar com suas armas, caso se conseguimos completar a missão, só não garanto sua sobrevivência, apenas.

- Que missão? –Enaria se interessou na parte do ‘’ muito ouro ‘’. – Eu topo, só quero que meus amigos estejam seguros e nossas armas de volta.


- Ela fala por todos? – eles balançaram a cabeça ao mesmo tempo, que sim. – QUE ÓTIMO! Podem pegar suas armas, o Guerra vai explicar-lhe o que faremos em seguida.

     Era pouco mais de meia-noite, uma fogueira estava acesa na praia e Conquista já se enturmava com seus novos companheiros e conversava descontraído com Enaria, Fúria conversava com Gaios em particular, o Guerra estava sentado observando um mapa que Lonix o emprestou.


- Então como é ser um cavaleiro? – Ralph falava com Karyan.

- Como é ser um ser que respira água? – ele desviou a pergunta com sucesso enquanto quase todos estavam sentados ao redor da fogueira sobre um tronco de árvore.

     Atryan apareceu com um mapa em mãos, e como nada houvesse acontecido anteriormente ele se sentou entre os keidrans.

- Ainda há coisas pra fazer, e caso não saibam nosso líder não está aqui, ele está. – ele procurou no mapa. – Num tal de Colégio Templário do Oeste, Gaios e Lonix vão busca-lo, Fúria confia em vocês, então eu confio também.

 - Detectei o poder antigo em Tanmare, em território tigre e eu vou com Enaria, temos The Marble Tower no extremo norte, e para lá vão o Conquista, Etrius e Ralph, e por fim temos Ditteridge que vai ficar com a Fúria, Reizer e o Fierce. E para aqueles que se perguntam quando e como, bem o quando é agora, e o como.

     Ele usou sua manopla maior e com seu poder abriu quatro portais em pleno ar, eles eram negros e roxeados e cada um tinha uma visão espetacular de lugares distantes.

- Ah e Gaios, quando chegar lá, procure Manay a Algoz e diga a ele ‘’ mesmo antes da escuridão sombras caminhavam pela terra’’, ele o levará á um homem que sabe onde o Morte está. Assim que acabarem suas missões, usem esses cristais. – ele jogou a cada um, um médio cristal de mana. – Vocês serão teleportados automaticamente para cá, somente prosseguiremos quando o nosso líder estiver conosco, e boa sorte a vocês.


Última edição por Tulyan em Qui Fev 26 2015, 17:32, editado 2 vez(es)

__________________________
O Imortal dá mais valor ao tempo do que o mortal, o mortal se preocupa com o tempo que passa até sua morte
e o Imortal, se preocupa com o tempo que passará,
Sendo Feliz...


Mas nada está ábdito de minhas garras... Nada...
avatar
Tulyan

Mensagens : 2234
Data de inscrição : 14/07/2014
Localização : Atrás de você...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por OtakuCraft em Ter Dez 23 2014, 16:48

Nossa, como é legal sermos portadores de armas que são mais fortes que imaginávamos e não usarmos todo o poder que podem oferecer quase que o tempo todo da história, não? Se bem que acho que tenho uma espada comum. :v

Enfim, que tretas acontecerão durante a missão?
Será que o alvo anterior será pego pelos aventureiros?
Droga, o host vai acabar logo. 0o0
Então, aguardo por ma-Internet desconectada.

__________________________






Meu DA... passa lá. ;-;
avatar
OtakuCraft

Mensagens : 3449
Data de inscrição : 24/04/2014
Idade : 18
Localização : Tartarus

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por TFFalcon3 em Ter Dez 23 2014, 19:02

legal!

__________________________

Never Give Up:



Canção de meu personagem: (em andamento):





Atualização em andamento... 1... 2... 3... 1... 2... 3...
avatar
TFFalcon3

Mensagens : 4475
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 16
Localização : Na minha casa ¶=

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por Gamesmenezes em Ter Dez 23 2014, 19:32

Wow, foi soda. E eu pensando que teria que dar carona pra galera antes dos portais serem aberto XD.
avatar
Gamesmenezes

Mensagens : 2022
Data de inscrição : 02/04/2014
Idade : 22
Localização : Canoas - Rio Grande do Sul

Ver perfil do usuário http://gamesmenezes.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por Tulyan em Qua Dez 24 2014, 11:26

Fazer vc dar carona seria relaxo d+, mas vlw pela ideia ok... e pessoal o próximo cap vai demorar 1 pouco por q vai ser '' cap 11, parte 1,2,3,4 '' dai eu vou fazer todos os cap 11 e revisa-los, e postá-los na ordem cronológica q eu quero, e sim eu vou aparecer so na última, pra dar aquela vontade, mais em mim do q em vcs eu garanto...

__________________________
O Imortal dá mais valor ao tempo do que o mortal, o mortal se preocupa com o tempo que passa até sua morte
e o Imortal, se preocupa com o tempo que passará,
Sendo Feliz...


Mas nada está ábdito de minhas garras... Nada...
avatar
Tulyan

Mensagens : 2234
Data de inscrição : 14/07/2014
Localização : Atrás de você...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por Giovana TK em Qua Dez 24 2014, 14:57

Wooohoooo! Partiu Karyan! Vamo zuar em Tanmare! Yo! Ah é e quero meu arco de volta >:T

__________________________
Enaria's Theme- by me:
Run,
Run away,
Because the rain wont last,
Never looking back,
The past is in the past.


Dont shout out,
When nobody will hear or see,
Howl your last song to the moon,
And your spirit will fly wild and free,


You shall never cry,
For the Sun going down,
The stars do also shine,
So rest and dream for now,
I will be guarding you,
Tomorrow's Silver Dawn.


DeviantArt: http://gi-wolf.deviantart.com

avatar
Giovana TK

Mensagens : 4279
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 18
Localização : No meu amado navio, o Kraken's Death.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por Tulyan em Qua Dez 24 2014, 15:15

Na verdade vc vai com o Guerra... eu já te devolvemos o arco ok... fica brava n....

__________________________
O Imortal dá mais valor ao tempo do que o mortal, o mortal se preocupa com o tempo que passa até sua morte
e o Imortal, se preocupa com o tempo que passará,
Sendo Feliz...


Mas nada está ábdito de minhas garras... Nada...
avatar
Tulyan

Mensagens : 2234
Data de inscrição : 14/07/2014
Localização : Atrás de você...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por Giovana TK em Qua Dez 24 2014, 21:46

Afsgh me confundo toda com esse bando apocalíptico seu!
Deixa ver....
Tulyan- Morte
Atryan- Guerra
Karyan- Conquista
Akela moça ruiva- Fúria

Certo?

__________________________
Enaria's Theme- by me:
Run,
Run away,
Because the rain wont last,
Never looking back,
The past is in the past.


Dont shout out,
When nobody will hear or see,
Howl your last song to the moon,
And your spirit will fly wild and free,


You shall never cry,
For the Sun going down,
The stars do also shine,
So rest and dream for now,
I will be guarding you,
Tomorrow's Silver Dawn.


DeviantArt: http://gi-wolf.deviantart.com

avatar
Giovana TK

Mensagens : 4279
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 18
Localização : No meu amado navio, o Kraken's Death.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por ninjastyled9tails em Qua Dez 24 2014, 21:58

Kk pensei que eu era o único me confundindo com os nomes Kk
Imagino como vai ser quando o Tulyan entrar... Teremos um Boss de fim de jogo em nossa equipe.

__________________________
"Mais vale uma waifu na mão do que duas crush voando." - PizzamasterBR

   
avatar
ninjastyled9tails

Mensagens : 492
Data de inscrição : 30/06/2014
Idade : 15
Localização : itaquaquecetuba-SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por Wolf_keidran em Qua Dez 24 2014, 23:54

UUU nice!
Esse cap foi lega d+ ainda mais quando a fúria mandou no guerra e na conquista,serio se eu não estivesse com um feitiço que não me deixa falar eu teria zuado os dois nem que custasse minha vida.

__________________________
Pyromancer...Não, Assassino...Não Eu sou um Nightblade.Uma antiga classe que se perdeu com o tempo mas renasce com a minha presença.
E este é o nosso lema:“ Tenha medo quando estiver no escuro e não sentir mais seu coração.”
não há lei mais forte do que a magia,do que a minha magia:
avatar
Wolf_keidran

Mensagens : 529
Data de inscrição : 13/07/2014
Idade : 16
Localização : Na vila keidran perto da loja do seu Zé

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por TFFalcon3 em Qui Dez 25 2014, 02:55

eu tbm wolf! é noiz XD

__________________________

Never Give Up:



Canção de meu personagem: (em andamento):





Atualização em andamento... 1... 2... 3... 1... 2... 3...
avatar
TFFalcon3

Mensagens : 4475
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 16
Localização : Na minha casa ¶=

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por pizzamaster em Qui Dez 25 2014, 23:04

Wow estou me sentindo no darksiders

__________________________
pac pizza

Só pra avisar criei minha conta no LOL e consegui jogar meu nick é Ralph52
avatar
pizzamaster

Mensagens : 64
Data de inscrição : 09/07/2014
Localização : itaquaquecetuba-SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por Tulyan em Qui Dez 25 2014, 23:17

D: kkk ok neh. Realmente... custaria a vida de vcs kkkk... ah e estou aberto a ideias e sugestoes ok, fico feliz q anceiem por minha chegada, mas vou alerta-los com uma frase enigmatica:

"O Sol sangrava a tras de 4 grandes cavaleiros, nove horas o Fim vai durar, mas nao chorem mortais, as horas gritarao ao Infinito com suas almas a prova, nao temao mortais, a escuridao sera gemea a luz, nao sangrem mortais, o mundo sera forte como nunca, jamais morram mortais, pois a Morte esta do teu lado"

__________________________
O Imortal dá mais valor ao tempo do que o mortal, o mortal se preocupa com o tempo que passa até sua morte
e o Imortal, se preocupa com o tempo que passará,
Sendo Feliz...


Mas nada está ábdito de minhas garras... Nada...
avatar
Tulyan

Mensagens : 2234
Data de inscrição : 14/07/2014
Localização : Atrás de você...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por Giovana TK em Sex Dez 26 2014, 00:14

Wwwwwwwwoooooooooooooooooooooooo! \0/

Enigmaticamente enigmatizado '.' e dicas e sugestões? Hum.... Vou pensar -.-


__________________________
Enaria's Theme- by me:
Run,
Run away,
Because the rain wont last,
Never looking back,
The past is in the past.


Dont shout out,
When nobody will hear or see,
Howl your last song to the moon,
And your spirit will fly wild and free,


You shall never cry,
For the Sun going down,
The stars do also shine,
So rest and dream for now,
I will be guarding you,
Tomorrow's Silver Dawn.


DeviantArt: http://gi-wolf.deviantart.com

avatar
Giovana TK

Mensagens : 4279
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 18
Localização : No meu amado navio, o Kraken's Death.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 10 - O Prelúdio

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum