[Não-TK] [Original] O Conto - de Bernardo Menezes - cap 02

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Não-TK] [Original] O Conto - de Bernardo Menezes - cap 02

Mensagem por Gamesmenezes em Sex Fev 20 2015, 23:04

Bem aqui está o capítulo dois. Em breve postarei o capítulo 3 que é o ultimo capítulo a ter sido reescrito e salvo digitalmente. O resto dos capítulos estão inalterados desde a primeira versão de cada, eles foram todos escritos em folhas de caderno e estão até hoje guardados em uma caixa, coisa que pretendo mostrar para vocês. O projeto era para ser uma franquia com varias temporadas (eu ja tinha escrito 2 e começado uma terceira) que compartilharia seu universo com outros dois projetos meus que não foram para frente, mais por falta de compromisso e esquecimento deles do que qualquer outra coisa.

Spoiler:
Capitulo 2.
(Retrospectiva IMPROVISADA de Nie)

Narrador: Olhos em chamas, esse era o estado de Nie antes de toda a batalha começar. Enquanto Martin mostrava-se com um sorriso doentio. Sem muita troca de olhares partiram um em direção ao outro, prontos para qualquer investida. Nie tenta um golpe vertical com a espada estendendo seu braço esquerdo para trás para que o escudo não atrapalhasse o movimento do outro. Martin defendeu com o escudo usando o mesmo para afastar a espada de Nie de si e tentado dar uma pontada. Nie reagiu esquivando-se dando um salto pra trás. Usando a espada para tentar derrubar a do inimigo em seguida mesmo segurando um escudo, deu em soco na face de Martin. O mesmo desfaz o sorriso sádico e faz uma expressão furiosa dando um soco no peito de Nie que quase o manda para fora a igreja. Sorrindo novamente ele fala:

Martin: O QUE FOI NIE? SURPRESO COM MINHA FORÇA?

Narrador: Assustado, mas ainda sim furioso, Nie falava:

Nie: (Sussurrando para si mesmo) Essa força sobre humana, não vai me parar. (Gritando em fúria) VOCÊ NÃO VAI ME PARAR, E NÃO HÁ PERDÃO PARA VOCÊ.

Narrador: Os olhos dele encheram-se ainda mais do fogo da fúria. Seu coração disparou assim como ele em direção a seu inimigo preparando para dar um corte diagonal que teria força o suficiente para penetrar a quase a lamina inteira no pescoço de Martin, que desviou rapidamente soltando uma risada e dizendo:

Martin: (Rindo) Estupido...
O mesmo deu uma pontada com a espada que foi defendida por Nie com o escudo dizendo:
Martin: Você seria mesmo capaz de matar um amigo?! Sendo o único que restou?! E permanecer com a culpa de não ter ficado aqui para tentar proteger sua família ou até morrido junto dela?!

Nie: (Falando ofegante e furioso de canto de boca) Esse destraçado matou todos e ainda quer brincar com meus sentimentos... (Gritando de raiva) Não vou deixar que fique assim!
Narrador: As chamas nos olhos de Nie se apagaram, os mesmos estavam vazios. O fogo começou a queimar o coração sem feri-lo, seu sangue fervia. E sem mais palavras nem demora, ele partiu para cima de Martin a tacando-o com todas as suas forças obrigando-o a defender com o escudo e dando um equilíbrio a luta.
Em uma sequencia de ataques com espada que Nie executava e Martin bloqueava, o ultimo o arremessou mesmo de em pé até bem próximo a parede. Quando olhou, Nie estava correndo em direção a ele preparado para atacar. Quando Martin desvio e Nie viu que já era tarde de mais para parar, ele pulou pondo um pé na parede e empurrando-se na direção de Martin com a espada nas duas mãos erguida para dar um corte final. Gritando:

Nie: (Gritando) ISSO ACABA AQUI!!!
Narrador: Porem, Martin desvia calmamente e crava sua espada nas costas de Nie indo até a frente dele, agachando-se e dizendo com uma voz completamente diferente:

Martin: Você não é páreo para min, mortal.

Narrador: A chama da fúria prolongou sua vida por alguns instantes. E aproveito o primeiro momento para com suas ultimas forças enfiar a espada no peito de Martin. Que sorrindo tirou a espada do próprio peito e deu as costas a Nie que morreu sem ter sua vingança.
Porem, vendo-se em um local completamente branco, como uma luz dourada, ele pensava:

Nie: (Calmo) E agora? Qual será o meu julgamento?

Narrador: Eis que surge uma luz azul e começa a falar:

Arcanjo Gabriel: Nie eu sou Arcanjo Gabriel. E eu lhe julgarei...

Nie: Bem, que a justiça divina seja aplicada...

Arcanjo Gabriel: Você se deixou consumir pela fúria e pelo ódio, deixando para traz tudo que amava sem perceber.

Nie: Eu não nego que meu orgulho falou mais alto...

Arcanjo Gabriel: Porém, todas as suas intenções antes e depois de sua partida foram as mais altruístas.

Nie: Creio que deva colocar a morte de todos sobre em minha culpa no julgamento...

Arcanjo Gabriel: Não, sejamos sensatos, você não teve a intensão verdadeira de suas mortes, portanto está livre desta culpa.

Nie: Então, sou digno do céu ou do inferno?

Arcanjo Gabriel: seus atos não tendem nem aos seus nem ao inferno.

Nie: O purgatório será meu lugar pela eternidade.

Arcanjo Gabriel: Não! Dar-lhe-emos outra chance, outra vida, com uma missão: Enviar o demônio que habita o corpo de seu amigo de volta a seu lugar, o inferno.

Nie: (Surpreso) Mas, como pode haver um demônio pisando em solo sagrado!?

Arcanjo Gabriel: Ainda estamos tentando descobrir como ele consegui tal façanha.

Nie: Então quanto tempo tenho?

Arcanjo Gabriel: A vida inteira, mas se tentar cumprir a missão de má vontade ou na ultima hora, saiba que seu lugar é no inferno...

Nie: E se falhar?

Arcanjo Gabriel: Contanto que não se atrase e não faça de má vontade, seu lugar no céu será garantido. Porem tem mais uma coisa...

Narrador: Nie já estava pensando:

Nie: e agora, o que será?

Arcanjo Gabriel: Você não ressuscitara como humano, e sim como um lobo.

Nie: (surpreso e um pouco confuso) Por que!? Como vocês esperam que (interrompido).

Arcanjo Gabriel: (interrompendo Nie) Para lhe testar, mas não se preocupe mesmo ausente irei lhe ajudar.

Nie: Será uma honra ter sua ajuda Arcan- (interrompido).

Arcanjo Gabriel: (interrompendo Nie) Chega de formalidades, para tornar as coisas mais praticas me chame apenas de Gabriel.

Narrador: Nie logo sei viu em frente a casa de Yoko, ainda como espirito ele atravessou a porta e começou a chamar pro ela:

Nie: Yoko, Yoko, sou eu Nie!

Narrador: logo ela andou em direção a entrada e se deparando com Nie é claro que ficou assustada.

Yoko: (Timidamente assustada) Nie, mas o que aconteceu?...

Nie: Bem, é uma longa história...

Yoko: Então conte, tenho o dia inteiro...

Nie: (Triste) Depois de ter voltado pra casa, percebi que aquele lugar não era mais o mesmo. Não sem aquelas pessoas, que eu tanto amava, mas deixei me iludir do contrario. O único que sobrou está possuído por um demônio que sabe-se la como pisa em solo sagrado e me matou. Quando pensei que estava tudo acabado, Arcanjo Gabriel deu-me mais uma chance de viver, contanto que cumprisse uma missão: Enviar aquele demônio de volta ao inferno. Porem agora não tenho onde ficar.

Yoko: Tenho um quarto sobrando...

Narrador: Disse Yoko abrindo um sorriso meigo que deixou Nie surpreso e contente.

Nie: (animado) É sério?! Faria isso por min?! Não se incomodaria?!

Yoko: Vivo sozinha aqui, pouco recebo visitas e além disso não há muito o que faze aqui. Mas, Como vai enviar o demônio ao inferno? Digo como espirito você não pode fazer nada.

Nie: Terei de renascer aqui, ressuscitar.

Narrador: Enquanto sua luz de espirito materializava seu novo corpo, Nie continuava com seus sentidos dormentes e via em sua mente tudo o que se foi e o que não existe mais.

Nie: Creio que agora parte de minhas duvidas terão respostas, pois agora o que meu corpo quer a alma entende.

Narrador: Com seu corpo completamente materializado Nie se escorou de lado na parede a sua direita dizendo:

Nie: Droga, ainda terei de me acostumar novamente a esse corpo.

Yoko: “Novamente”?

Nie: Sim, quando toque a aura da fúria, ela me transformou em um lobo, me fazendo esquecer de quem e o que eu realmente era. E quando voltei a ser humano eu não lembrava de nada disso.

Yoko: Então como sabe que todo aquele tempo você era um lobo?

Nie: Quando alguém morre, o espirito dessa pessoa é capaz de lembrar de coisas que seu corpo não podia. Meus primeiros momentos de vida, meus sonhos e aqueles 2 anos de pura caça. Chega a ser engraçado como a época mais diferente de minha vida foi a melhor, as únicas responsabilidades e compromissos eram comigo mesmo. Embora não lembrasse de nada, mantive minha personalidade. Mas o que realmente vale a pena lembrar, foram certa situações que me meti...

Yoko: Que tipo de situações?

Nie: Bem, certa vez estava vagando pela montanha me deparei com 3 filhotes tremendo de medo, eles estavam encurralados entre algumas arvores. Quando me aproximei deles percebi que estavam machados por algumas gotas de sangue. Nesse momento um vez dizia em minha cabeça “Proteger” repetindo lentamente. Quando olhei para o lado havia Macho adulto raivoso com a boca cheia de sangue correndo na direção deles. O resto da história, bem você já deve ter uma noção.

Yoko: E essa voz, lhe era familiar?

Nie: Não, nunca a ouvi antes nem depois daquela época. Apenas em situações parecidas, em especial quando a mesma voz gritou comigo. Foi no inverno seguinte, uma fêmea estava muito ferida e outro raivoso estava se aproximando dela quando a voz gritou repetidamente “Proteja-a” sem opção fiz o que era certo.

Narrador: Antes de dormir Nie falou para Yoko

Nie: Sabe, agora outra voz grita dentro de mim...

Yoko: Outra voz e o que ela diz?

Nie: Ela diz que devo te falar algo...

Yoko: E o que seria?

Nie: Bem... (interrompido)

Narrador: Quando ele estava prestes a falar ouvem-se batidas na porta e gritos de socorro, pareciam ser de um rapaz.

Fim de Capitulo.

__________________________

→ Segundo tradutor da comic.
→ Escritor de 3 fan-fics.
→ Pixel-Arter.
→ Teórico.
E de vez em quando tradutor de minikinds.
avatar
Gamesmenezes

Mensagens : 2043
Data de inscrição : 02/04/2014
Idade : 22
Localização : Canoas - Rio Grande do Sul

Ver perfil do usuário http://gamesmenezes.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Não-TK] [Original] O Conto - de Bernardo Menezes - cap 02

Mensagem por OtakuCraft em Sab Fev 21 2015, 10:15


(Uma hora vai acabar essas Gifs :V)
E ah não! Outro aleatório na porta de Yoko! 0-0
Qual o perigo que corre por ele?
Veremos...
~Acaba com a pipoca que sobrou.~

__________________________






Meu DA... passa lá. ;-;
avatar
OtakuCraft

Mensagens : 3466
Data de inscrição : 24/04/2014
Idade : 18
Localização : Tartarus

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Não-TK] [Original] O Conto - de Bernardo Menezes - cap 02

Mensagem por Tulyan em Sab Fev 21 2015, 10:31

Yoko me lembra a garotinha do filme O Grito olha q coisa fofa :3



Karaka muleke q issu? Eu me perdi um pouco ali D:, mas se eu levei ele pro purgatório então... Ahh anjinho chato, ta me devendo 1 já q eu vo ter q ceifar de novo T..T, esse povo so me dá trabalho pqp, e quanto a luz branca e dourada... vlw por me falar como é, geralmente quando eu chego eu apareço como uma sombra de capuz ( igual a da minha imagem ), corto mais ou mesmo no peito do individuo com meu poder e assim apenas sua alma é afetada, n tava ligado q era tão magnifico, ou talvez ele tenha visto o... ah dexa pra lá...

Enfim adorei esse cap ( ainda + por q tem Morte e sangue ), a cena da batalha foi muito boa ( além do mais q minha mente doentia adicionou muito sangue e fantasmas gritando em euforia ao redor deles como espectadores ) Eu Quero o cap 3 Agora!!! T..T

__________________________
O Imortal dá mais valor ao tempo do que o mortal, o mortal se preocupa com o tempo que passa até sua morte
e o Imortal, se preocupa com o tempo que passará,
Sendo Feliz...


Mas nada está ábdito de minhas garras... Nada...
avatar
Tulyan

Mensagens : 2253
Data de inscrição : 14/07/2014
Localização : Atrás de você...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Não-TK] [Original] O Conto - de Bernardo Menezes - cap 02

Mensagem por OtakuCraft em Sab Fev 21 2015, 12:00

@Tulyan escreveu:Yoko me lembra a garotinha do filme O Grito olha q coisa fofa :3


Fofa?
Spoiler:

__________________________






Meu DA... passa lá. ;-;
avatar
OtakuCraft

Mensagens : 3466
Data de inscrição : 24/04/2014
Idade : 18
Localização : Tartarus

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Não-TK] [Original] O Conto - de Bernardo Menezes - cap 02

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum