SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por Giovana TK em Qui Mar 19 2015, 19:43

'Você, Enaria da Tribo de Foxhunt, está ciente de ter alegado possuir linhagem pura quando, na verdade, corre sangue vulpino impuro em suas veias? Está ciente que seus atos mentirosos poderian ter causado a extinção de nossa poderosa e estável sociedade?
'Sabe senhor General... F***M-SE AS ACUSAÇÕES! ME EXPULSA LOGO DESSA ESPELUNCA QUE VOCÊS CHAMAM DE ALDEIA!'
'Senhor! Essa mestiça está claramente pedindo a forca.'
'Não, Tenente. Não basta um filhote mal-criado como esse para me tirar a paciência.'
'Sim, senhor. Perdão.'
'Tirem-na daqui, para a floresta com essa vira-lata.'

Foram as últimas palavras que ouvi de alguém da minha antiga vida. A voz daquele maldito general racista ainda perturba meus pensamentos. Enfim, acho que devo me apresentar depois dessa linda história.

Meu nome é Enaria. Tenho 8 anos, pelagem tricolor castanha, preta e creme, caso você queria me reconhecer (a menos que seja um Templário, então meu pelo é da cor que sua mão fica quando se pula de um penhasco). Eu sou... não, eu ERA de uma tribo dos Lobos da Floresta. Fui expulsa da alcateia por causa da estúpida lei que afirma: 'todo e qualquer membro mestiço deve ser exilado para manter a linhagem lupina pura e forte'. Como sou metade raposa (que já são consideradas cidadãos inferiores aos lobos...),  eles pensam que eu poderia espalhar esse 'gene imundo' se tivesse filhotes. Em primeiro lugar, eu nunca planejei virar aquelas lobas que ficam em casa, lambendo sua prole e nada mais fazendo da vida, e segundo, se possuir uma audição mais aguçada, uma noção de estratégia melhor e visão noturna avançada é ter algo a MENOS, então o que é ter algo a mais para eles? 
Ainda não desvendei os segredos da 'inteligência avançada' daqueles velhos babões da minha antiga tribo.

Mas chega disso. O fato é que desde que parti do meu território natal, venho caçando na Floresta de Knight Grove, perto de Wreathwood, que faz fronteira entre território lupino e  humano. Sempre que consigo matar algo muito grande para consumo próprio,  vou até o Mercado Negro humano para vender a carne ou a pele, e ganho um bom trocado por isso. Assim, consigo comprar armas e roupas para as próximas expedições no bosque. Antes sem nada, agora meu inventário constitue: uma capa verde-acinzentada para melhor camuflagem, uma calça de couro preto para me proteger do frio da noite, uma lança com ponta de ferro, uma adaga barata e algumas cordas. E isso durou um mês. 

A lança se partiu em duas assim que matei um cervo macho colossal, as cordas foram roidas por ratos e minha adaga está ficando gasta. Isso me deixou com minhas roupas, uma lâmina usada e um cervo morto. Viva...
''Pelo menos,''  pensei. ''ainda posso vender esse animal''

Cheguei ao mercado mais tarde do que das outras vezes, estava torcendo para não encontrar problemas com os Templários. Assim que desci a colina pude ver o local. Era uma completa bagunça, tendas e bancas espalhadas ao longo da estrada, frutas amassadas no chão, camponeses apressados em fazer suas compras diárias e tudo isso do lado de fora dos muros de Wreathwood. As vezes, ficava observando o mercado, imaginando como deve ser DENTRO da cidade se do lado de fora é esse transtorno. Porém dessa vez eu não podia me dar esse luxo, já estava no meio da manhã. Eu precisava terminar as trocas antes do meio- dia, que é quando os Guardas fazem a patrulha. Segui pela estrada, já colocando o capuz sobre minhas orelhas.

Fui à barraca de caça e troquei a pele, carne e galhadas do cervo por 20 moedas de ouro no total. Isso era inacreditável, eu poderia comprar um arco e flecha profissional com esse dinheiro! 
Mas não.

Na volta, eu caminhava silenciosamente pelas ruas do mercado, quando notei uma perturbação se formando à minha esquerda. Me virei para encontrar um grupo de Guardas Templários cercando um keidran. Era um lobo jovem, talvez dois anos mais velho que eu, tinha pelo branco e os olhos lembravam a cor vermelha. Ele lutava para desviar das investidas dos guardas e naquele momento, recordei o dia do meu exílio.
'Para a floresta com essa vira-lata' disseram enquanto me forçavam para dentro do bosque com suas lanças.
Aquilo não era decência. Parecia simplesmente errado deixar um companheiro lupino para trás.

Eu nunca ataquei um humano. Entenda, matar um javali ou um veado é completamente diferente de investir contra um Templário, com armadura pesada, armado e treinado na Academia desde jovem. Agi por puro instinto:
-Afaste-se, covarde! -rosnei para chamar a atenção do homem.
Ele se virou na minha direção há tempo de ver minha pata atingir sua cara. Ele aterrissou no chão de terra, levantando poeira. 
Não tive tempo de ver o que houve, pois tive de desviar de uma espada, desferida em um golpe rápido pelo outro guarda. Saltei para trás, sacando minha velha adaga por reflexo. Arremecei-a, e ela se alojou no pescoço do guarda que me atacara. O pobre homem caiu no chão, inerte.
Quando me voltei para o resto do grupo, eles haviam fugido. Então me dei conta: 
-Ah, por Ephemural... eu matei um cara.
-É uma verdade concreta, devo dizer.
-Uh? -era o lobo que salvei. Agora que pude vê-lo de perto, percebi o corte em sua orelha direita, o qual sangrava muito. - Ei, você está sangrando. 
-É, eu sei. Muito obrigado por me dizer o óbvio. -disse com um tom sarcástico na voz - E eu não preciso de sua ajuda falando nisso.
- Bom, você não parecia certo disso quando aqueles guardas o cercaram. - respondi. - Sendo um keidran, você devia saber como lutar. Ainda mais na sua idade. Não está na Escola de Guerra?
- A Escola de Guerra é inútil. Eles não sabem o que fazem, deixam qualquer garotinha fraca entrar. - explicou o lobo branco.
- O que lhe faz pensar isso? - perguntei, curiosa.
- Eu não imagino que você tenha aprendido esses truques de batalha nas ruas. 
- Você acabou de me chamar de 'garotinha fraca' ou é impressão minha? - agora aquele garoto estava começando a me irritar. Eu tinha acabado de salvar a vida dele e ele, além de não agradecer, ainda me chama de fraca?! Não, NINGUÉM me chama de garotinha fraca.
- Foi o que eu disse. - ele confirmou minhas suspeitas, com um sorriso maldoso e brilhante.
A esse ponto eu explodi. Arranquei minha adaga do corpo do humano num movimento veloz e apontei-a para a garganta do rapaz. A lâmina ainda gotejava sangue.
- Escute bem aqui, seu convencido. Me chame de 'garotinha fraca' MAIS UMA VEZ e juro que eu arranco fora sua garganta juntamente com esse seu sorrisinho falso!
Ele apenas riu, desviando a adaga lentamente com os dedos.
- Não é um sorriso falso. Eu gosto de garotas irritadas. 

OK, não era bem a reação que eu esperava. 

- Ehhh. Certo, de qualquer forma melhor você cair fora daqui antes que eu mesma faça o serviço daqueles humanos. Mas dá próxima vez é melhor tomar cuidado. Não é sempre que você vai ter uma 'garotinha fraca' pra te tirar dessas frias. - respondi com o mesmo sorriso sarcástico que ele me lançou. - Me chamo Enaria, aliás.
- Não é como se fizesse diferença mas meu nome é Clovis.

***

Escutei os passos apressados do esquadrão de Wreathwood antes mesmo de poder me virar para a estrada. Eles se aproximavam rápido, e vinham atrás de mim com certeza.
- PARADA! Você aí, loba! Você está presa por assassinato!

'Sim, seu guarda. Eu cometi assassinato, e sim, creio que eu seja uma criminosa agora e SIM, acho que isso dá em prisão perpétua ou execução na forca, então, como uma cidadã keidran muito educada... Oh, espere! Eu não sigo leis humanas e nem sou uma cidadã! Que pena!'

Claro que eu não perdi meu tempo dizendo isso a eles. E como eu esperava,  eu não poderia contar com apoio do meu 'amigo' do Norte, já que ele desaparecera. Não. Eu sempre tinha que me virar sozinha, sair correndo e...

- AUGH! - senti algo puxando minha capa para trás. Assim que retomei o equilíbrio, me deparei com... um keidran cachorro? E ainda por cima uma pequena filhotinha (5 anos?), de pelo branco, caramelo e preto, seus olhos eram de cores diferentes: azul e ocre. -Que diabos...?!

Ela sacou uma enorme pistola de três canos tingida de azul metálico e a apontou para meu focinho.
- Presta atenção, ou você escolhe a saída no estilo pesado ou escolhe a morte!- ela disse, direcionando sua arma de um grupo de barris, e então para os guardas que vinham correndo em minha direção.
- ME TIRA DESSA, PIRRALHA! - gritei e pulei dentro de um barril. 
- Shara! Vamos cair fora daqui! - ouvi a garotinha gritar para Shara, que eu ainda não sabia quem era. O meu barril foi jogado de lado e atingiu o chão com força. - Se segura aí! - então senti um chute na lateral do recipiente, fazendo com que eu começasse a rolar ladeira abaixo, provavelmente em direção ao porto, que era bem abaixo do mercado. O lado oposto ao da minha casa.
Graças às Máscaras aquele barril tinha tampa. Eu perdi a conta da quantidade de trancos que levei no processo de fuga. Quando pensei que aquela coisa nunca pararia de girar, alguém levantou o meu transporte e removeu a tampa.
Coloquei a cabeça para fora e percebi que estava em um pier bem afastado da cidade. Havia um navio de tamanho médio atracado, feito de madeira, velas azuis. Com certeza era patrimônio humano.
- Você até que aguentou bem. - uma tigresa cinza (isso mesmo, o pelo dela era cinza-azul), de cabelos curtos e negros se aproximou e me ajudou a sair do barril. - Meu nome é Shara. Quem é você, novata?
- Enaria, não sou novata e o que exatamente estamos fazendo em um navio humano? - perguntei.
- Fugindo. - dessa vez ela sussurrou, com um ar sério. - Nós planejamos viajar para um lugar onde conseguiremos o melhor treinamento militar de Mekkan. Há rumores de guerra por aí, e queremos estar preparados.
- Nós? Nós quem? - Eu achei Shara simpática, mesmo com sua fachada de durona, mas eu não estava entendendo nada desde que fugi dos militares dentro de um barril.
- Eu lhe mostro. Mas primeiro vamos para o porão do navio, a tripulação pode chegar a qualquer momento.

Quando descemos ao porão do barco, me deparo com aquela pequena keidran de antes. Notei que ela era metade lobo também, ainda que suas características caninas fossem mais fortes, pois ela possuía uma marca preta que cobria metade de sua face. Estava sentada em umas caixas dispostas no chão de madeira, ao lado estava um keidran raposa que aparentava ter 7 anos. Todos eles, inclusive Shara, vestiam roupas de marinheiros, calças bege e camisas cavadas pretas, feitas de tecido leve.
- Bom, melhor apresentar todo mundo, - começou Shara. - A pequenina mas não indefesa ali é a Katney e o raposo se chama Digger, pessoal essa é Enaria. Enaria esse é o nosso grupo fugitivo. 
- Uh... E aí. - respondi, sem ter muita ideia de que modo reagir.

Depois de pô-los à par de minha situação, todos nós sentamos, pegamos um pouco da comida do estoque do capitão e acendemos um pequeno lampião, pois escurecia. Eles então me contaram sobre o misterioso local para onde viajariam.
- A Ilha Basidiana? Então ela EXISTE?! - eu sempre pensei que aquela ilha era um mito. Quando se vive em uma floresta, não se sabe de muitas coisas do exterior.
- Sim, existe. É lá que os melhores lutadores são treinados, pelos próprios basitins! - disse Digger, começando a se empolgar com a conversa.
- Depois dessas informações, garanto que quer se juntar a nós. - sugeriu Shara, a tigresa prateada. - Já que não pode voltar.
- É uma ótima ideia! - disse o raposo - quanto mais gente melhor! O que você acha, Kat?
A lobinha canina olhou pra mim com um olhar fixo, como se me analisasse. O olho azul faiscando contra a luz do lampião.
- Humm.... - Ela começou a andar em torno de mim. - HUMMMM...
- Ei, criança, eu não sou uma pintura! Pare de me avaliar como se eu fosse algum tipo de obra abstrata! 
Ela desmanchou o olhar penetrante.
- AHF!  Tá bem! Você pode entrar pro bando. - ela cedeu, se sentado espalhada na caixa.
- Mas não entendo por que é preciso a aprovação de uma pirralha.
Na mesma hora, Katney pegou sua pistola estranhamente enorme e atirou entre minhas pernas, acertando a caixa na qual eu estava sentada. Agora haviam três buracos, causados pelos disparos dos três canos.
- Entendeu agora? - Katney sorria inocentemente.
- Acho que dei conta do recado - disse, fazendo cara de indiferença, mas eu quase tive um 'acidente' nas minhas calças com o susto.
- Ótimo. - disse Shara com uma expressão atenta, olhando pela janela do porão. - Porque ela não conseguiria sair daqui nem que quisesse. O Capitão e sua tripulação acabam de chegar, é hora de partir.






_______________

É isso mesmo cambada querida! A minha primeiro fanfic decente! XD Apreciarei muito comentários e dicas! Very Happy

__________________________
Enaria's Theme- by me:
Run,
Run away,
Because the rain wont last,
Never looking back,
The past is in the past.


Dont shout out,
When nobody will hear or see,
Howl your last song to the moon,
And your spirit will fly wild and free,


You shall never cry,
For the Sun going down,
The stars do also shine,
So rest and dream for now,
I will be guarding you,
Tomorrow's Silver Dawn.


DeviantArt: http://gi-wolf.deviantart.com

avatar
Giovana TK

Mensagens : 4279
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 18
Localização : No meu amado navio, o Kraken's Death.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por J.O.H.N. em Qui Mar 19 2015, 20:05

Wow, essa eu acompanho, e ainda vou ler as outras, gostei do enredo xD

__________________________
Undercover:
''Ya gotta be ruthless, boy, then, it'll all be easy, I'm telling ya.''

~Said the man wearing sunglasses and a stilysh set of clothes, to the grey wolf in a long coat~

''Got it, got it.... Okay then, Greg, we'll arrive there, and get the attention, but.... What's next?''

~Asked the wolf to the man~

''Next? We don't count the next, it's the mysterious part, dude, that's why it's fun! Gottit?''

''Yeah, 'kay, let's get this over with.''

''Thaaaaaaaat's what I'm talking about, punk! Let's send a message to that ol' Creator man, to the WHOLE Counsil, let's get our revenge!''

~The wolf shrugged at the whole situation and followed the man, he knew he had a mission, and it wasn't the one Greg was planning~

-Chapter 53, Greg's Anger-


avatar
J.O.H.N.

Mensagens : 3070
Data de inscrição : 12/02/2014
Localização : Na cidade de Townsville.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por Tulyan em Qui Mar 19 2015, 20:18

Hum... um pouco rápida em trechos, mas boa em caracterização, só separa cada linha com um espaço, se n eles ficam emendados... Mas tirando isso... eu to com fome... e ansioso... Mas com muita fome...

__________________________
O Imortal dá mais valor ao tempo do que o mortal, o mortal se preocupa com o tempo que passa até sua morte
e o Imortal, se preocupa com o tempo que passará,
Sendo Feliz...


Mas nada está ábdito de minhas garras... Nada...
avatar
Tulyan

Mensagens : 2234
Data de inscrição : 14/07/2014
Localização : Atrás de você...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por J.O.H.N. em Qui Mar 19 2015, 20:49

Sim sim, uma linha entre as falas seria uma boa ideia, mas gostei muito dos personagens, cada um com uma boa caracterização, e o enredo, como eu disse, foi muito bem detalhado e contado, pude imaginar cada cena perfeitamente, até como um anime ou algo do tipo, incrivel xD

__________________________
Undercover:
''Ya gotta be ruthless, boy, then, it'll all be easy, I'm telling ya.''

~Said the man wearing sunglasses and a stilysh set of clothes, to the grey wolf in a long coat~

''Got it, got it.... Okay then, Greg, we'll arrive there, and get the attention, but.... What's next?''

~Asked the wolf to the man~

''Next? We don't count the next, it's the mysterious part, dude, that's why it's fun! Gottit?''

''Yeah, 'kay, let's get this over with.''

''Thaaaaaaaat's what I'm talking about, punk! Let's send a message to that ol' Creator man, to the WHOLE Counsil, let's get our revenge!''

~The wolf shrugged at the whole situation and followed the man, he knew he had a mission, and it wasn't the one Greg was planning~

-Chapter 53, Greg's Anger-


avatar
J.O.H.N.

Mensagens : 3070
Data de inscrição : 12/02/2014
Localização : Na cidade de Townsville.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por Giovana TK em Qui Mar 19 2015, 20:55

X3 

Muito obrigada, pessoal! E sobre as linhas, no Notes do celular tava bem espaçado '-' deu pau quando passei pro chatbox. Mas vou anotar isso. E as partes rápidas, como eu lido com isso? XD

__________________________
Enaria's Theme- by me:
Run,
Run away,
Because the rain wont last,
Never looking back,
The past is in the past.


Dont shout out,
When nobody will hear or see,
Howl your last song to the moon,
And your spirit will fly wild and free,


You shall never cry,
For the Sun going down,
The stars do also shine,
So rest and dream for now,
I will be guarding you,
Tomorrow's Silver Dawn.


DeviantArt: http://gi-wolf.deviantart.com

avatar
Giovana TK

Mensagens : 4279
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 18
Localização : No meu amado navio, o Kraken's Death.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por J.O.H.N. em Qui Mar 19 2015, 20:58

Eu achei que ficaram adequadas, combinou bem com a ação, acho que você pode tentar desenvolver mais as cenas de dialogos, mas a de ação ficaram perfeitas ^^

__________________________
Undercover:
''Ya gotta be ruthless, boy, then, it'll all be easy, I'm telling ya.''

~Said the man wearing sunglasses and a stilysh set of clothes, to the grey wolf in a long coat~

''Got it, got it.... Okay then, Greg, we'll arrive there, and get the attention, but.... What's next?''

~Asked the wolf to the man~

''Next? We don't count the next, it's the mysterious part, dude, that's why it's fun! Gottit?''

''Yeah, 'kay, let's get this over with.''

''Thaaaaaaaat's what I'm talking about, punk! Let's send a message to that ol' Creator man, to the WHOLE Counsil, let's get our revenge!''

~The wolf shrugged at the whole situation and followed the man, he knew he had a mission, and it wasn't the one Greg was planning~

-Chapter 53, Greg's Anger-


avatar
J.O.H.N.

Mensagens : 3070
Data de inscrição : 12/02/2014
Localização : Na cidade de Townsville.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por Giovana TK em Qui Mar 19 2015, 21:07

:3
valeu John, e vou trabalhar mais nisso também!

__________________________
Enaria's Theme- by me:
Run,
Run away,
Because the rain wont last,
Never looking back,
The past is in the past.


Dont shout out,
When nobody will hear or see,
Howl your last song to the moon,
And your spirit will fly wild and free,


You shall never cry,
For the Sun going down,
The stars do also shine,
So rest and dream for now,
I will be guarding you,
Tomorrow's Silver Dawn.


DeviantArt: http://gi-wolf.deviantart.com

avatar
Giovana TK

Mensagens : 4279
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 18
Localização : No meu amado navio, o Kraken's Death.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por Gamesmenezes em Qui Mar 19 2015, 21:10

Gostei muito da fic.

Fora as dicas dos outros, não tenho muitas dicas. A não ser "Se quer escrever sua fic mais rapidamente, planeje uma básico (não superficial) do que tudo vai ser. Eu cometi o erro de fazer uma planejamento apenas superficial para AdR, inclusive é por isso que demoro mais pra escrever do que AD".

Em fim, espero ansiosamente pelos próximos capítulos.

__________________________

→ Segundo tradutor da comic.
→ Escritor de 3 fan-fics.
→ Pixel-Arter.
→ Teórico.
E de vez em quando tradutor de minikinds.
avatar
Gamesmenezes

Mensagens : 2022
Data de inscrição : 02/04/2014
Idade : 22
Localização : Canoas - Rio Grande do Sul

Ver perfil do usuário http://gamesmenezes.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por TFFalcon3 em Qui Mar 19 2015, 21:37

ficou show! lecau te bais! Ganhou um selo Julio Cesar de qualidade!

__________________________

Never Give Up:



Canção de meu personagem: (em andamento):





Atualização em andamento... 1... 2... 3... 1... 2... 3...
avatar
TFFalcon3

Mensagens : 4475
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 16
Localização : Na minha casa ¶=

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por Giovana TK em Qui Mar 19 2015, 21:40

XD nossa, o baguio ficou oficial agora... Selo do Júlio kkkkk

__________________________
Enaria's Theme- by me:
Run,
Run away,
Because the rain wont last,
Never looking back,
The past is in the past.


Dont shout out,
When nobody will hear or see,
Howl your last song to the moon,
And your spirit will fly wild and free,


You shall never cry,
For the Sun going down,
The stars do also shine,
So rest and dream for now,
I will be guarding you,
Tomorrow's Silver Dawn.


DeviantArt: http://gi-wolf.deviantart.com

avatar
Giovana TK

Mensagens : 4279
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 18
Localização : No meu amado navio, o Kraken's Death.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por OtakuCraft em Qui Mar 19 2015, 22:17

Só não mostro uma gif de alguém comendo pipoca pois eu estava comendo pipoca mesmo. XD
Sério. '-'

Bem, história de início atraentes. Menininha assustadora, um alça sem mala, não... pera. '-'
Mas algo que ficaria bom seria quanto na parte dos pensamentos, fazer que nem um livro que li que mexe muito com pensamentos. Poderia colocar em itálico e com a estrutura de uma fala normal, que é começando com "-". Se o itálico tiver uma diferença notável, pois tem vezes que não tem. '-'

Mas enfim, aguardo por mais.^^

E como é a cor da mão de alguém quando se pula de um penhasco? XD

__________________________






Meu DA... passa lá. ;-;
avatar
OtakuCraft

Mensagens : 3449
Data de inscrição : 24/04/2014
Idade : 18
Localização : Tartarus

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por Giovana TK em Qui Mar 19 2015, 22:21

B3 
''pula e descobre...''

Seria totalmente a resposta xD aí é um Templário a menos pra encher o saco. 

E caso vocês não tenham notado, deixei uns eastereggs aí :3

A orelha cortada do Colvis, por exemplo, existe mesmo


Última edição por Giovana TK em Qui Mar 19 2015, 22:29, editado 1 vez(es)

__________________________
Enaria's Theme- by me:
Run,
Run away,
Because the rain wont last,
Never looking back,
The past is in the past.


Dont shout out,
When nobody will hear or see,
Howl your last song to the moon,
And your spirit will fly wild and free,


You shall never cry,
For the Sun going down,
The stars do also shine,
So rest and dream for now,
I will be guarding you,
Tomorrow's Silver Dawn.


DeviantArt: http://gi-wolf.deviantart.com

avatar
Giovana TK

Mensagens : 4279
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 18
Localização : No meu amado navio, o Kraken's Death.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por TFFalcon3 em Qui Mar 19 2015, 22:27

eu ia corrigir mas... deixa quieto XD

__________________________

Never Give Up:



Canção de meu personagem: (em andamento):





Atualização em andamento... 1... 2... 3... 1... 2... 3...
avatar
TFFalcon3

Mensagens : 4475
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 16
Localização : Na minha casa ¶=

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SilverDawn: Outlaw (capítulo I)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum