Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Mensagem por Tulyan em Seg Abr 27 2015, 16:56

     Era manhã quando Ralph acordou lentamente, o céu estava claro e sem nenhuma nuvem, o Sol dava seus primeiros sinais de calor, um cheiro forte e bom de carde inundava o ar num perfume delicioso o fazendo sorrir, ele se levantou usando o impulso dos braços, havia se deitado ao lado de Fierce que caiu quando ele saia, mas mesmo assim não acordou já Lonix e Rexy que quase tocavam os focinhos, babavam sob os sacos de dormir vermelhos, Enaria, Etrius, Ewan e Reizer formavam um caos de corpos, pêlos e sono ao ficarem praticamente empilhados como cadáveres prestes a serem queimados, mas entre eles vários nacos de carne mordidos se espalhavam numa bagunça gordurosa, enquanto Gaios havia sumido misteriosamente e depois de passar a mão sob seu manto branco sentiu pouco calor, ou seja, ele não está longe, o Valoram se levantou confuso enquanto os pássaros dos mais pequeninos e coloridos cantavam nas árvores robustas muito diferentes de sua aparência monstruosa e retorcida de noite.

     A fogueira abraseada chiava quando um pouco de gordura da carne acima pingava, esta apesar de servir nove estava com bastante carne e muito bem passada. Ele andou com cuidado de sobra para não pisar em ninguém enquanto ia rumo à praia branca e ampla que trazia ventos suaves do Leste, seus amigos roncavam e chiavam numa sinfonia esquisita e bagunçada então Ralph se distanciou sentindo a areia quente por entre seus dedos fortes sorrindo com graça fechando os olhos para sentir o calor confortante do Sol sob sua pele rígida e fria, as manoplas pesavam um pouco em seus pulsos então ele as tirou num simples movimento de abrir os dedos a fazendo abrir como um baú, ambas caíram na areia ao seu lado enquanto ele estralava os dedos com os outros, ao arrumar a longa e forte cauda ele se senta sorrindo cruzando as pernas e se apoiando nos braços para trás.

- Que milagre! – Etrius falou atrás dele o surpreendendo enquanto bocejava meio tristinho. – Bom dia Ralph... É a primeira vez que te vejo sem essas luvas. – ele fala sonolento, e num movimento rápido o Valoram recoloca as manoplas brancas. – O que foi?

- Nada, só... Não me assuste de novo, eu poderia ter te machucado. – Ralph falou se levantando. – Você viu Gaios?

- Não. – Etrius falou sem emoção. – Na verdade, onde estão os Cavaleiros?

- Eu sei lá, não acho que eles conseguem ficar no mesmo lugar muito tempo. – Ralph retrucou sorrindo. – Nem me importo, eles sempre aparecem do nada mesmo, vai ver estão em outra dimensão batendo papo. – ele falou conclusivamente...

     Ambos voltaram para o acampamento sem pressa enquanto viam Reizer se levantar empurrando Enaria para o lado e tirando as patas de Ewan de cima, ao se levantar deparou com pernas bambas e vacilantes enquanto caminhava por entre eles chegou até a cair de lado um momento sobre algumas mochilas empilhadas numa roda. Ele olhou a sua volta sob o clima fresco e caloroso da manhã, e ao som do mar ele pegou um pedaço do Alce com certa voracidade e o mordiscou nas pontas mais cozidas com um sorriso no rosto enquanto se recompunha estralando as costas ao espreguiçar-se preguiçosamente esticando as patas ao máximo em um movimento curvo...
- Que horas são? – perguntou Enaria coçando os olhos sonolenta.

- Eu não sei. – respondeu Reizer calmo. – Onde será que os Cavaleiros foram?

     Essa pergunta pareceu choca-la quando a loba deu um pulo assustada. – O que? Eles sumiram? Por que ninguém ficou sei lá, vigiando?

- Eu me pergunto o mesmo.- Etrius disse nervoso. - Deveríamos ter vigiado eles a noite toda para que isso não acontecesse...

- Mas eu me lembro apenas... Daquele ser esquelético olhando para mim. – Enaria disse se apoiando no ombro de Ralph. – Você se lembra peixinho?

- Não me chama assim peludinha. – ele falou sorrindo. – Me lembro apenas dele... Daquilo falando Bons Sonhos...

     Os quatro ficaram se olhando por alguns segundos enquanto Ewan, Fierce e Rexy acordavam também e como eles confusos estavam. Gaios voltava com apenas as asas conjuradas saindo de suas omoplatas, pois seu domínio sob as formas era excelente ele voava a certa altura e aterrissou com força entre eles, suas enormes asas cobriam quase todo o acampamento até se dispersarem numa fumaça breve e anil.

- Bom dia pessoal, dormiram bem? – ele disse calmo ao contrário dos keidrans aflitos por informação, a mais vaga que seja apenas para sanar suas dúvidas vorazes. – Ah e... Os Cavaleiros foram resolver alguns assuntos pendentes numa cidade humana e já voltam, e não sei por que a Fúria falou pra termos cuidado com o Capitão...

     Todos os acordados o olharam estranho como se tivesse falado lorotas. – Ela falou isso, não acho sábio ignorar não é? Enfim, segundo o que me disseram precisamos ir a Ilha Basitin pra pegar algo, como vamos chegar lá sem aqueles portais do Guerra era minha dúvida...

- E... – disse Etrius ansioso apoiando-se em sua espada fincada no chão marcado por algumas cinzas e a areia tão branca que parecia seda.

- Bom, Conquista disse que na hora certa tudo se resolverá... Sim eu também não entendi, esse pessoal adora enigmas vo te contar... – ele passou por Enaria e sem pressa pegou seu manto branco que logo pôs nas costas e foi em direção à costa iluminada pelo Sol ao som do mar azul celeste.

     Ele parou um instante com o sol a frente de si, os keidran forçavam a visão para poder olha-lo direito e quando ele se virou um pouco mais de sombra se fez. – Vocês não vem?
 



     Era umas onze ou doze horas da manhã e enquanto todos caminhavam pela praia com energia de sobra viram em alto mar um navio grande o suficiente para transportar um exército, seu casco castanho tinha várias escotilhas adornadas de um vermelho sangue de onde sairia canhões, em sua proa uma estátua de bronze de uma sereia com um arco grande e recurvado exibia poder, ele tinha quatro mastros grandes com velas vermelhas de bordas douradas que exibiam um ícone estranho...

- Isso me parece da Guarda do Oeste... – Fierce apertou os olhos para ver melhor. – O que fazem tão longe?

- Como? Guarda do que? – Rexy perguntou arrumando a bainha na cintura sem olhar.

- Guarda do Oeste, faz parte da esquadra Basitin. – Enaria pareceu surpresa um instante antes de arrumar o cabelo com um suspiro. – Pois então, será que o tal capitão que a Fúria falou... É daquele navio?

- Só há um jeito de descobrir. – Lonix olhou para Gaios que andava sem preocupação em um caminho que ninguém via. – Eh... Onde vamos mesmo?

- Os Cavaleiros disseram, não, me mostraram um lugar que devemos ir. – ele falou sem olhar para eles, sua voz era confiante e ríspida e por estar liderando agora, Enaria ficou um pouco nervosa.

     Mas antes que pudesse dizer algo que pelo tempo que puxou ar devia ser importantíssimo eles viram vários pequenos barcos recostados nas areias e mais a frente uma tropa de no mínimo cinquenta e cinco soldados bem armados se dirigiam rumo a eles com a guarda levantada mostrando um possível ataque, mas quando chegaram á uns vinte metros pararam a marcha e pareceram saudá-los.

- Vocês são os Guardiões presumo. – uma basitin alta demais se comparar aos soldados a volta veio se curvando levemente a eles. – Viemos ajuda-los, sou a Capitã Stacia das Setes Espadas, fui enviada para guia-los até o Portal. – ela se aproximou e ao ver que apenas recebeu o desembainhar de espadas ela ergue as mãos.

- Quem garante? – Ralph rangeu os dentes enquanto cerrava os punhos prontos para o ataque.

- Vocês estão assim por causa do Morte não é? – a citação desse nome que para muitos causaria medo e horror para os Guardiões trouxe alguma segurança. – Ele me disse pra buscar am... – ela tocos seu queixo e começou a recordar-se. - Enaria, Fierce, Gaios, Etrius, Ralph, Reizer, Lonix, Ewan e Rexy na Ilha solitária de Soden bem... Hoje mesmo... – ela falou olhando para um calendário que tirou do bolso de couro, suas roupas de cores quentes davam impressão de que era muito importante, e realmente era...

 - Como... Vocês... Se conheceram? – Rexy largava o cabo das adagas que cintilavam a luz do dia que desciam na bainha durada.

- Eu prefiro não falar sobre isso certo!? – ela guardou o pergaminho e virou-se sem interesse. – Se quiserem ir as Ilhas a nado fiquem a vontade... – ela acenou a eles e depois aos soldados que começaram a marca para os pequenos barcos.

- Espera, tudo bem então vamos com vocês, só espero que não estejam armando nada se não. – Gaios olhou para os keidrans ao seu lado. – Não nos responsabilizaremos com nada.

- Ah claro, tudo certo, eu jamais trairia o Morte, não é aconselhável entende... – ela se virou sorrindo gentilmente. – Eu lhes garanto que por mim nada acontecerá de ruim com vocês, eu juro!



 
     Depois de muito navegarem em barcos fortes de madeira polida, os Guardiões chegaram ao grande navio e subiram por um sistema de cordas xadrez até o convés grande de chão vermelho e lustroso, os altos mastros rangiam baixo e as velas bem presas mal balançavam, os marujos vestiam roupas de seda leve e em suas patas tornozeleiras de couro as cobriam. Seu capitão estava sentado numa cadeira luxuosa com as pernas cruzadas e uma taça de vinho numa das mãos, ele era musculoso e suas roupas negras e vermelhas lhe dava um espirito pavoroso. Com brincos de ouro nas longas e negras orelhas o capitão pareceu ignorá-los um instante antes de tomar um último gole e se levantar rapidamente mexendo na alfange em sua cintura. Os Guardiões estavam de pé enquanto a tropa descia escadas negras num som uniforme em meio a sussurros baixos, dados os comandos de sua superior.

- Bom dia, eu sou o Capitão Allan Belmont, sejam bem vindos ao Centurião Vermelho. – ele se curvou um pouco. – Ah! E... – com suas mãos expressivas ele parecia emoldurar-se. – Não somos piratas, não senhor, somos corsários da Rainha. Acompanho Stacia desde muito tempo. – os dois se olharam trocando curtos sorrisos.

- Pra onde vamos? – Reizer deu uma leve cotovelada em Rexy que distraído admirava as enormes e rubras velas que balançavam suaves ao vento frio.

- Me disseram apenas para buscá-los, na hora estava com medo demais para perguntar. – ela olhou para baixo segurando um dos braços com a mão como se fosse esquentá-lo. – Só me disse para leva-los para as Ilhas, ou quase isso...

- Então você vai buscar alguém que nunca viu sem saber o que fazer?! – Etrius disse indignado apertando a glabela franzida de frustração.

- Se soubesse o... Não interessa agora! – ela disse irritada. – Eles devem vir, já avisei o capitão sobre isso, mesmo que ele não acredite...

     O Basitin ficou parado atrás dela e baixo falaram algo entre si depois que ele a ofereceu sua garrafa de vinho suave pela metade, os dois se olhavam sérios um instante e no outro sorriam.

- Geramin! – Allan falou alto e um basitin veio descendo de uma das cordas que se prendiam ao alto dos mastros.

- Sim capitão!? – sua estatura aparentava que ele não passava de um adolescente e suas roupas soltas e leves davam suavidade aos olhos castanhos.

- Acompanhe os convidados até seus aposentos e não poupe esforços, eu gostei deles. – o capitão nem mesmo olhou ao imediato enquanto ele acenava e descia as escadas chamando os Guardiões com um aceno rápido.

     Allan subia o convés até o timão no alto bordo onde uma mesa redonda bem posto com duas cadeiras de madeira os Guardiões desciam as escadas e entraram num corredor largo bem iluminado por tochas presas por suportes de metal, as várias portas destacavam-se pelos arcos de madeira negra e portas com fechaduras de ferro fundido e maçanetas brancas. E de vislumbre os marujos apareceram de outra escada na proa logo atrás dos quatro mastros enormes que suas velas sombreavam, tais marujos vinham com esfregões cinza ou buscavam água do mar e começavam a impar o convés e um cântico baixo começou com um velho basitin de blusa cinza e calças brancas dobradas até os joelhos.

- Levantem a bandeira da caveira. – o velho falou bem baixo e logo começava a erguer a voz. -Na festa do fogo, da pólvora e do sangue. – outros sorriam e começaram a acompanhá-lo. - Que não fique um só vivo e q vença a maldade!

     O capitão parecia em êxtase com a canção e em trechos acompanhava seus marujos. Cada um dos Guardiões se acomodou em um dos bons quartos com janelas redondas reforçadas por aço chumbado e vidros encantados fortes o suficiente para qualquer tempestade, duas camas se pontuavam num dos cantos e jogando seu manto branco numa das cadeiras que rodeavam uma mesinha redonda fixada num canto entre duas paredes, Gaios olhou a sua volta um instante sentindo o clima frio e calmo e seu ondular suave e quase imperceptível do mar ameno.

     O quarto bem iluminado e arejado dava um conforto que mal parecia um navio, distraído com o conforto não viu Geramin chegar e com três batidas no batente da porta ele chamou a atenção do dragão que se virou devagar com um olhar ardiloso.

- Curioso, um dragão se prender a uma forma tão... Tão precária. – o basitin cruzou os braços com um meio sorriso no rosto.

     Gaios empurrou um pouco de cabelo dos olhos enquanto passava por ele. – Ao contrário de você, posso sair dessas formas inferiores. – ele ajeitou os ombros como se asas fossem sair de lá. – O que quer?

     Com uma expressão descontraída ele andou um pouco pelo corredor, se virou expirando e falou. – A Capitã está convocando os Guardiões pra uma conversa particular. Ele se dirigiu até uma escada giratória de degraus negros com um tapete vermelho que descia dele como vinhas de sangue. – Você vem?

- Nem sei se sou importante, mal conheço aqueles keidrans. – Gaios pausou com um pé no primeiro degrau da escada que levava ao convés superior. – Ou se somos amigos, mas isso não te interessa... Afinal, eles se viram sem mim. – ele continuou andando sem falar mais nada...

__________________________
O Imortal dá mais valor ao tempo do que o mortal, o mortal se preocupa com o tempo que passa até sua morte
e o Imortal, se preocupa com o tempo que passará,
Sendo Feliz...


Mas nada está ábdito de minhas garras... Nada...
avatar
Tulyan

Mensagens : 2253
Data de inscrição : 14/07/2014
Localização : Atrás de você...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Mensagem por Giovana TK em Seg Abr 27 2015, 17:42

Wow... WATTAFUQISDIS?!?!?!

Quase morri imaginando o Centurião Vermelho 0.0''

E percebi que a Enaria mostrou seu conhecimento sobre os basitins do Oeste :3

Belíssimo trabalho nesse capítulo devo dizer uwú

__________________________
Enaria's Theme- by me:
Run,
Run away,
Because the rain wont last,
Never looking back,
The past is in the past.


Dont shout out,
When nobody will hear or see,
Howl your last song to the moon,
And your spirit will fly wild and free,


You shall never cry,
For the Sun going down,
The stars do also shine,
So rest and dream for now,
I will be guarding you,
Tomorrow's Silver Dawn.


DeviantArt: http://gi-wolf.deviantart.com

avatar
Giovana TK

Mensagens : 4279
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 18
Localização : No meu amado navio, o Kraken's Death.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Mensagem por TFFalcon3 em Seg Abr 27 2015, 17:42

só uma palavra! legal! mas tava com tanta vontade de porradaria ;~; mas felizmente eu posso esperar até os próximos =D

__________________________

Never Give Up:



Canção de meu personagem: (em andamento):





Atualização em andamento... 1... 2... 3... 1... 2... 3...
avatar
TFFalcon3

Mensagens : 4501
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 17
Localização : Na minha casa ¶=

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Mensagem por Tulyan em Seg Abr 27 2015, 18:01

Sim Enaria tem altos conhecimentos ( a maioria inúteis.. será? ) E bom, tretas acontecem sempre com esse bando aqui, mas sei lá, tava tão zen q nem coloquei fight nesse...

Fico feliz q tenham gostado, foi estranho fazer um cap sem porradaria por isso demoro um kdinho mas dai caprichei nos detalhes ( ou n... minha mente é tão estranha q nem sei ao certo... cenoura? ) Enfim, agora tenho tretas a fazer com a Eva de RV = Rainha vermelha [ á e aproveito pra informar, o título original era spoiler por isso n é ele, dai no momento certo fica de RV para RL { vcs entenderão }]

__________________________
O Imortal dá mais valor ao tempo do que o mortal, o mortal se preocupa com o tempo que passa até sua morte
e o Imortal, se preocupa com o tempo que passará,
Sendo Feliz...


Mas nada está ábdito de minhas garras... Nada...
avatar
Tulyan

Mensagens : 2253
Data de inscrição : 14/07/2014
Localização : Atrás de você...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Mensagem por Gamesmenezes em Seg Abr 27 2015, 18:08

I can feel a treta aprouching.

__________________________

→ Segundo tradutor da comic.
→ Escritor de 3 fan-fics.
→ Pixel-Arter.
→ Teórico.
E de vez em quando tradutor de minikinds.
avatar
Gamesmenezes

Mensagens : 2043
Data de inscrição : 02/04/2014
Idade : 22
Localização : Canoas - Rio Grande do Sul

Ver perfil do usuário http://gamesmenezes.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Mensagem por Tulyan em Seg Abr 27 2015, 18:10

Lá vem vc com esse inglês do demonho...

Mas treta todo cap tem então... meio q neh... ou n?

__________________________
O Imortal dá mais valor ao tempo do que o mortal, o mortal se preocupa com o tempo que passa até sua morte
e o Imortal, se preocupa com o tempo que passará,
Sendo Feliz...


Mas nada está ábdito de minhas garras... Nada...
avatar
Tulyan

Mensagens : 2253
Data de inscrição : 14/07/2014
Localização : Atrás de você...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Mensagem por Gamesmenezes em Seg Abr 27 2015, 18:12

From de demom bicãs iu résenti siim dis inglêxi rier.

__________________________

→ Segundo tradutor da comic.
→ Escritor de 3 fan-fics.
→ Pixel-Arter.
→ Teórico.
E de vez em quando tradutor de minikinds.
avatar
Gamesmenezes

Mensagens : 2043
Data de inscrição : 02/04/2014
Idade : 22
Localização : Canoas - Rio Grande do Sul

Ver perfil do usuário http://gamesmenezes.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Mensagem por OtakuCraft em Seg Abr 27 2015, 18:44



Ué, o que esse cara planeja fazer conosco? ¬¬

Preferia nadar mesmo. v.v

Aguardo por mais. ^^

Cenoura.

__________________________






Meu DA... passa lá. ;-;
avatar
OtakuCraft

Mensagens : 3466
Data de inscrição : 24/04/2014
Idade : 18
Localização : Tartarus

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Mensagem por Giovana TK em Seg Abr 27 2015, 20:41

Cenouras. '-'

E cara imaginei todo mundo dormindo naqueles montinhos que filhotes de gato fazem XD

__________________________
Enaria's Theme- by me:
Run,
Run away,
Because the rain wont last,
Never looking back,
The past is in the past.


Dont shout out,
When nobody will hear or see,
Howl your last song to the moon,
And your spirit will fly wild and free,


You shall never cry,
For the Sun going down,
The stars do also shine,
So rest and dream for now,
I will be guarding you,
Tomorrow's Silver Dawn.


DeviantArt: http://gi-wolf.deviantart.com

avatar
Giovana TK

Mensagens : 4279
Data de inscrição : 13/02/2014
Idade : 18
Localização : No meu amado navio, o Kraken's Death.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Mensagem por Tulyan em Seg Abr 27 2015, 21:40

Foi exatamente o q eu pensei XD

__________________________
O Imortal dá mais valor ao tempo do que o mortal, o mortal se preocupa com o tempo que passa até sua morte
e o Imortal, se preocupa com o tempo que passará,
Sendo Feliz...


Mas nada está ábdito de minhas garras... Nada...
avatar
Tulyan

Mensagens : 2253
Data de inscrição : 14/07/2014
Localização : Atrás de você...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Mensagem por J.O.H.N. em Dom Maio 03 2015, 18:10

Sim... finalmente... depois de dois dias seguidos de leitura... EU CONSEGUI ACABAR DE LER OS CAPÍTULOS!!!

Céus, que fic incrível, o detalhismo foi surreal, e o plot está bem envolvente, parabéns pela obra-prima Tulyan xD

__________________________
Undercover:
''Ya gotta be ruthless, boy, then, it'll all be easy, I'm telling ya.''

~Said the man wearing sunglasses and a stilysh set of clothes, to the grey wolf in a long coat~

''Got it, got it.... Okay then, Greg, we'll arrive there, and get the attention, but.... What's next?''

~Asked the wolf to the man~

''Next? We don't count the next, it's the mysterious part, dude, that's why it's fun! Gottit?''

''Yeah, 'kay, let's get this over with.''

''Thaaaaaaaat's what I'm talking about, punk! Let's send a message to that ol' Creator man, to the WHOLE Counsil, let's get our revenge!''

~The wolf shrugged at the whole situation and followed the man, he knew he had a mission, and it wasn't the one Greg was planning~

-Chapter 53, Greg's Anger-


avatar
J.O.H.N.

Mensagens : 3073
Data de inscrição : 12/02/2014
Localização : Na cidade de Townsville.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Mensagem por Tulyan em Seg Maio 04 2015, 11:47

OMG vc gosto Very Happy
Brigadaum, vc n imagina o trabalho q é ter q zoar com 9 personagens n-meus e ainda deixá-los de um jeito good para os criadores... É difícil, mas to conseguindo, agora vou escrever o cap 3 de RV ( rainha vermelha ) e tirar a ansiedade do GM, sugiro q vc leia-o tmbn, é muito legal escrevê-lo, acho q lê-lo deve ser mais ainda, e já q n tenho a preocupação notória do FA essa outra fic flui melhor... enfim é muito bom q todos gostaram, é mais que gratificante... Agora vou escrever mais fic's flw!

__________________________
O Imortal dá mais valor ao tempo do que o mortal, o mortal se preocupa com o tempo que passa até sua morte
e o Imortal, se preocupa com o tempo que passará,
Sendo Feliz...


Mas nada está ábdito de minhas garras... Nada...
avatar
Tulyan

Mensagens : 2253
Data de inscrição : 14/07/2014
Localização : Atrás de você...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fúria Ancestral - Capitulo - 15 - Os Capitães.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum